Cidade do Cabo – Guia de atrações

Por @blogaviagem em 11/2018

Olá pessoal, muito boa noite a vocês todos, hoje eu continuo a falar sobre a África do Sul, especificamente sobre as atrações, roteiros e dicas de viagem para a Cidade do Cabo. Recentemente publicamos um guia básico para quem pretende visitar a cidade, clique aqui e confira.

Principais Atrações

Vou falar de três temas separados, o primeiro as principais atrações da cidade, o segundo os restaurantes de que gostamos e o terceiro algumas sugestões de roteiros.

V&A Waterfont

O V&A Waterfront, é uma área portuária da Cidade do Cabo, muito movimentada e bem frequentada. Nela estão inseridas algumas outras atrações menores que valem muito conhecer. O nome V&A vem homenagear a antiga Rainha Victoria da Inglaterra e seu filho Alfred, não confundir com o marido Albert. Ele começou a ser construído junto com a fundação da cidade nos idos de 1654, passou por várias expansões ao longo de sua história e por último, em 1988 foi totalmente remodelado para o que é hoje. Naquela região você encontra de tudo, bancos, restaurantes, pavilhões, museus, casa de câmbio, etc….

A atração que chama mais atenção é a roda gigante, em frente ao shopping Breakwater Boulevard. Não se compara a algumas outras famosas, mas traz a vista impagável da cidade sem aquele amontoado de prédios no entorno. O ticket de entrada não custa caro e o passeio é super agradável. O shopping é outro ponto, ele é um centro comercial bem movimentado e caso você necessite de algum produto ou serviço, provavelmente encontrará por ali.

Outras atrações no V&A Waterfront

Num dos cantos do Waterfront está a praça Nobel, um monumento com a estátua dos 4 ganhadores sul africanos do prêmio Nobel. Muito significativo, comparando, o Brasil não tem nenhum ganhador. Bem em frente a praça Nobel está um centro comercial chamado Alfred Mall, ali você encontrará várias lojas interessantes e também restaurantes.

Há ainda nas redondezas o Two Oceans Aquarium, aquário com grande variedade de peixes e vida marinha. Bem em frente ao aquário tem um centro comercial super descolado, o Water Shed, com várias bancas e lojinhas com vários produtos interessantes. Não se preocupem com estacionamento por ali, em frente ao Waterfront há vários estacionamentos pagos disponíveis, a quantidade de vagas é grande, mas em dias de jogo no estádio ali pertinho, ou de algum evento, pode ser que lote.

Table Mountain

A Table Mountain é um capítulo à parte. De todos os cantos da cidade você verá essa impressionante formação rochosa. Ela é meio que onipresente no dia a dia da cidade, por essa característica ela também é um grande ponto de referência para quem está lá, onde quer que você esteja.

Diga-se de passagem, ela está localizada numa área de proteção e faz parte do Parque Nacional Table Mountain. O acesso ao parque é bem fácil, quem estiver de carro não terá problemas, o percurso é relativamente curto, tanto para quem estiver na região do Waterfront, quanto para quem estiver na região de Camps Bay. Para os que vem do Waterfront, tomem cuidado com a conversão que é feita para virar para o parque, o pessoal anda bem acelerado ali.

Existe um teleférico que te leva até o topo da montanha, a vista é incrível. O teleférico faz uma viagem bem curta, mas emocionante. O preço da viagem difere da parte da manhã para a parte da tarde. Você deve comprar com antecipação, pode ser que você não encontre ingressos se deixar para a última hora. Prestem atenção aos horários de subida e descida dos carros. Você poderá encontrar tickets para comprar, clicando aqui.

Camps Bay

Camps Bay é uma região super fofa da cidade, com casas e pequenos prédios, vários bares e restaurantes, ótimos hotéis, vida noturna, gente bonita e tudo que os boêmios mais gostam. A região é bem agradável e merece uma parada,seja para passear, ou para um café/jantar num intervalo dos passeios.

Lions Head, Signal Hill e 12 Apóstolos

Junto com a Table Mountain, estas são as formações rochosas que são quase onipresentes na cidade, delas se avista grande parte da cidade. A Signal Hill, você consegue subir de carro, há um pequeno estacionamento lá em cima. CUIDADO, eu vi um guarda de trânsito multar dois carros que estavam estacionados de forma irregular. Não descumpra a regra. Ali é o começo de várias trilhas pelo parque, um prato cheio para quem curte este tipo de programa.

A Lions Head, é um dos ícones da cidade, e só pode ser acessada à pé. Você segue o mesmo caminho para Signal Hill, até chegar na base da subida. O caminho começa como uma trilha, passando por degraus e por fim a parte mais difícil. A subida não é tão difícil como um todo, você fará a trilha com mais ou menos 1 hora de caminhada/subida. A vista de cima é fantástica. Vale a visita. Se quiser dicas mais detalhadas sobre este percurso, veja no site do Bastante Sotaque um relato completo.

12 Apóstolos

Os 12 apóstolos, são uma cadeia de montanhas que completam a Table Mountain, dá para ver essa formação rochosa principalmente de Camps Bay, ou da Lion´s Head. Uma curiosidade, não são 12 picos, são 17, mas o nome pegou. As montanhas formam um panorama muito bonito.

Algumas pessoas comparam a Cidade do Cabo com o Rio de Janeiro. Fazendo uma análise dessa afirmação eu vejo semelhanças, primeiro com relação ao relevo e ao cenário natural. Mas a vegetação especialmente é bem diferente. No Rio temos uma floresta com árvores mais frondosas, na Cidade do Cabo, mais montanhas, com vegetação mais baixa. Mesmo assim, todas duas muito agraciadas com mar, montanha e natureza.

Outras atrações

Outros pontos interessantes a serem visitados na cidade são: Green point, Cape Town Stadium (tentem ver um jogo por lá), Sea Point e o Castelo da Boa Esperança (este vale muito a visita, é paga, mas custa baratinho). Boa parte da história da cidade pode ser vista ali.

O The Company´s Garden, que é uma grande praça no entorno do Parlamento Sul Africano e da Biblioteca Nacional da África do Sul (estes últimos dois por si só já rendem boas fotos). Do lado oposto à Biblioteca, encontram-se o Museu Iziko, a Galeria Sul Africana e Museu Judaico Sul Africano, todos três muito interessantes.

Ainda nas imediações está a Long Street, uma famosa rua com diversos bares, restaurantes, galerias e tudo mais que tem direito. O trecho mais interessante da rua fica entre as ruas Perth e ShortMarket. As ruas do centro como um todo merecem uma certa atenção com a segurança, não se descuidem com seus pertences.

Bem pertinho dali, existe um bairro de origem muçulmana, com casinhas super coloridas e bem cênico, rende ótimas fotos. Chama-se Bo Kaap.

Restaurantes

Os três restaurantes que eu tenho para indicar são do mesmo chefe, o inglês Luke Dale Roberts, os famosos The Test Kitchen, ShortMarket e The Pot Luck Club. A comida é contemporânea, sendo que o The Test Kitchen e o Pot Luck possuem uma opção de comida fuse, servindo várias pequenas porções, o que torna seu jantar uma experiência de sabores. Não se preocupe que você não sairá de lá com fome. Os restaurantes são ótimos.

Façam reservas com antecedência, senão não encontrarão lugares. Para fazer uma reserva você deverá visitar o site do restaurante clicando aqui, que te direcionara para um site externo onde você realizará um pré-pagamento pela reserva. Pagamos o equivalente a R$100,00. O valor é pago no cartão de crédito – Internacional.

Achei a proposta interessante pois compromete a pessoa com a presença no dia marcado, não dá para sair reservando se você não quiser aparecer. Uma boa notícia, os restaurantes te reembolsam este valor pago antecipadamente no total da conta. Se você não aparecer eles ficam com o dinheiro – bastante justo.

Roteiros Sugeridos

Passeio de helicóptero – NAC Helicopters

Fizemos um voo de 15-20 minutos com o pessoal da NAC Helicopters e achei muito legal, a cidade é muito bonita e vale muito a pena ser vista do alto de uma perspectiva diferente da que todos estão acostumados, que é a da Table Mountain/Signal Hill. O passeio foi incrível, você deve chegar antes para um rápido checkin, pesagem e briefing de segurança.

Depois, na hora marcada são conduzidos para o voo. O pessoal foi super gente boa conosco e o voo foi inesquecível. No final eles te presenteiam com um DVD com fotos e vídeos do passeio de helicóptero pela cidade. Vale super a pena. Compramos o passeio antecipadamente no site deles, mas se quiserem podem pesquisar no site da viator ou comprar direto com eles no escritório no Waterfront.

Chapman´s Peak Drive até o Cabo da Boa Esperança

Este roteiro é um dos mais bonitos da região, então, dedique no mínimo um dia inteiro para fazê-lo. O caminho mais interessante e cênico a ser percorrido é saindo da região do V&A Waterfront (assumindo que você estará hospedado por ali) e passando pelas atrações da cidade, como Green Point, Sea Point, Camps Bay, e seguindo pela Victoria road até chegar a Hout Bay, a visão dali é muito bonita. Em seguida você pegará o começo da Chapman´s Peak Drive. Atenção que nessa estrada há um pedágio, bem no comecinho.

Os mirantes dali propiciam uma vista muito bonita. Dependendo da hora do dia o sol iluminará de forma ainda mais bela a região, que é repleta de montanhas, e encostas margeadas pelo oceano Atlântico . O litoral ali parece muito com o da Califórnia, especialmente da Highway 1. Deu até saudade.

Continuando o roteiro

Siga até Fish Shoek e saia um pouco da rota, e vá até Muizenberg, para ter o visual das casinhas coloridas e da praia muito frequentada por surfistas. Retornando para o caminho, você passará por Simon´s Town, uma cidade muito pitoresca e charmosa. Há um grande porto onde alguns leões marinhos com os seus “treinadores”, que ficam rodeando e esperando alguma contribuição do pessoal que passa por ali. Alguns são tão acostumados que interagem com pessoas do local, tudo esperando comida, é claro.

Em Simon´s Town também fica a Boulders Beach, a praiazinha dos pinguins. Há pinguins aos montes. A entrada no pequeno parque é paga e você não se arrependerá, verá muitos mesmo. A praia é exclusiva dos pinguins, nós humanos ficamos numa plataforma de madeira por onde percorremos um breve caminho. Cuidado para não se atrasar por aqui, ainda teremos que chegar no Cabo da Boa Esperança.

O Cabo da Boa Esperança

Continuando o caminho, você entrará no parque que dá acesso ao Cabo da Boa Esperança em si. Num ponto mais baixo, perto do litoral – há sinalização na pista – fica a placa que marca o local. Noutro ponto, fica o acesso ao funicular que leva até o farol do Cabo da Boa Esperança. A paisagem ali é lindíssima, o mar é de um azul que eu só vi no Caribe. Há um restaurante e uma loja de souvenirs, mas vocês acharão coisas parecidas a preços melhores no centro da Cidade do Cabo.

É bom que se diga que o Cabo da Boa Esperança não é o ponto mais meridional do continente africano (o extremo sul do continente). Este é o Cabo Agulhas, que até fica perto dal, mas o pessoal mantém essa mística até os dias de hoje.

Groot Constantia

Para os amantes do vinho e da boa comida, a região de Constantia é um prato cheio, dentro da cidade a aproximadamente 18km desde o V&A Waterfront. É uma região cheia de vinícolas locais e também bons restaurantes. Nós fizemos o passeio guiado com degustação pela vinícola Groot Constantia, que fica na Groot Constantia Rd, Constantia.

A região é super agradável e os vinhos valem muito a pena, quem disse foi minha esposa, eu estava dirigindo. O pessoal as vezes vai para lá para passar a tarde. O ambiente é bem propício ao relaxamento, há mesas montadas para você reunir amigos e passar o tempo. Muito divertido.

Stellenbosch e Franschoek

Eu já falei sobre este passeio num post separado, clique aqui e confira, mas não custa repetir. Stellenbosch é a uma cidadezinha pitoresca e toda a região é muito agradável de se visitar. Indispensável é a melhor palavra para definir este lugar.

Se puder, coloque alguns dias de estadia por lá e aproveite o lar do vinho Pinotage. Se não puder ficar lá, faça um bate e volta desde a Cidade do Cabo. São aproximadamente 50km de uma viagem tranquila e fácil de se fazer. Aproveitem.

Vídeos

Seguem para vocês alguns vídeos que fizemos em nossa visita a Cidade do Cabo.

Dança típica no V&A Waterfront – https://youtu.be/vXtRrtbl8k4

Fim de tarde visto da Table Mountain – https://youtu.be/hFQXMtZOLdo

Pôr do sol em Signal Hill – https://youtu.be/JbHSI661jnE

E aqui segue o link para nosso canal no Youtube. Aproveitem e se inscrevam por lá.

Mapa

Segue aqui um mapa com os principais pontos turísticos da cidade.

Veredito

A Cidade do Cabo é um daqueles destinos que a gente não se cansa de relembrar, e promete a si mesmo que um dia vai voltar. Antigamente existia um voo direto do Rio de Janeiro para lá, com tempo de trajeto de apenas 6 (seis) horas. Já pensou? Isso é o que fazemos daqui para alguns lugares na América do Sul.

Com que destino eu consigo combinar

Os destinos mais lógicos a se combinar com a Cidade do Cabo são os nos arredores da cidade, como percorrer toda a rota Jardim, mas também dá para esticar até Johannesburgo, Pretoria e é claro fazer o imperdível safari no Kruger Park.

Para todos eles, eu sugiro que vocês verifiquem nossas dicas aqui no blog, eu condensei em um só lugar todos os nossos posts sobre a África do Sul, cliquem aqui e confiram.

Obrigado pela leitura e até a próxima.

Confira aqui 9 dicas para organizar sua viagem

1 Planeje sua viagem com antecedência, quanto mais perto da viagem, mas caro sairá sua viagem.
2 Vejam nossos posts no blog para auxiliá-los no planejamento.
3 Reserve sua hospedagem no booking.com e garanta os melhores preços, reservando aqui pelo blog você não paga mais nada por isso e ainda ajuda a manter este conteúdo sempre atualizado. Clique aqui e confira.
4 Se for alugar um carro, use um site que te disponibilize as melhores locadoras do mundo todo. Em nossas viagens eu uso sempre a rentcars.com. Clique aqui, faça um orçamento e reserve. 
5 Nunca viaje sem seguro viagem, especialmente para fora do país, alguns casos além de seguro eles disponibilizam assistência, o que te economiza um tempo e evita contratempos. Clique aqui e faça já o seu. Usem o código BLOGAVIAGEM5 e obtenham 5% de desconto na contratação, e se pagarem no boleto ainda ganham mais 5% de desconto.
6 Se você é como eu e não vive desconectado, o ideal é contratar um plano de voz ou dados. Recomendo que vejam os planos da Easysim4U, clicando aqui.
7 Use um aplicativo organizador para sua viagem, como o Tripit ou o Checkmytrip.
8 Veja  também nossas redes sociais: @blogaviagem no Instagram, @blogaviagem no twitter, veja nosso canal no Youtube
9 Divirta-se, sempre!