Ilhas Mauricius – Shangri-La Le Touessrok Resort & Spa

Ilhas Mauricius – Shangri-La Le Touessrok Resort & Spa – Por Bloga Viagem 21/10/2017

Ilhas Mauricius, hoje vou falar um pouco deste destino maravilhoso e do belíssimo hotel Shangri-la´s Le Touessrok Resort & Spa.

Quando ir

Um bom tópico para começarmos o post de hoje é ajudando a decidir a melhor época para realizar a viagem.  Assim como o Brasil as Ilhas Mauricius estão localizados no hemisfério sul, nossas estações coincidem com as da ilha. A época mais quente do ano por lá vai de setembro a novembro. A estação de chuvas vai de outubro a abril (primavera e verão).

A meu ver a melhor época para se visitar é entre os meses de maio e setembro. Essa é a época mais seca do ano, se você analisar bem, a temperatura mínima nestes meses fica na média de 19,8C e a máxima em 27,6C. Você terá um tempo espetacular nesta época do ano, poucos dias de chuva, nem tão quente, nem ao menos perto de ficar frio. Fomos em setembro, o tempo ficou maravilhoso.

Como Chegar

Diversas empresas européias e do oriente médio fazem voo para as Ilhas Mauricius, mas a melhor opção para quem sai do Brasil é ir pela África do Sul. Há um voo diário partindo de São Paulo para Johannesburgo (08:40h de duração) operado pela South Africa Airlines. De Johannesburgo para Maurícius o voo dura 03:40h operado pela Air Mauritius. Há também opção de voo para as Ilhas Maurícius partindo de Cape Town, verifique as frequências no site da empresa. Se compararmos o tempo total de voo com opções passando pela Europa, acho que passar pela África do Sul é mesmo o melhor a se fazer.



Booking.com


Se não tiver contratado transfer para ir do aeroporto ao hotel, há taxis credenciados que são indicados pelos próprios hotéis em seus guichês no aeroporto. A corrida fica em torno de R2400(rúpias), podendo variar um pouco.

Quanto tempo ficar?

Definir o tempo que vai ficar num determinado lugar é uma das maiores dúvidas dos viajantes. A primeira coisa a se fazer é definir o propósito da viagem. Um lugar daqueles o que todos vão fazer é descansar. Eu acredito que o melhor a se fazer é passar uma semana por lá, se muito mais, 10 dias no total. Já o tempo mínimo, acho que menos de 5 dias seria muito pouco.

Onde ficar

A ilha tem várias opções de hospedagem, as melhores ficam no lado leste da ilha. Especialmente em Flic-en-Flac, aqui está a página do booking onde você encontrará uma centena de hotéis.

Nós ficamos no fantástico Shangri-La´s Le Touessrok Resort & Spa. O hotel é um primor em tudo, seja na infraestrutura, seja no atendimento ou nos sabores.

Ele possui:

  • 4 deliciosos restaurantes (um geral com todos os tipos de comida, um especializado em carnes, um indiano e um japonês);
  • 3 bares (um no restaurante de carnes, um na região da piscina e outro na ilha privada )
  • piscinas (sendo uma exclusiva para adultos na região do spa);
  • spa Givenchy (com direito a diversos tipos de tratamento estético);
  • academia;
  • 3 praias privativas;
  • uma ilha privativa;
  • quadras de esporte;
  • playground;
  • área para shows;

Quando chegamos fomos recebidos feito num filme. Soaram um gongo que fica na porta e vieram nos acompanhar. Não fizemos nem checkin (formalmente). Nos colocaram num sofá, nos serviram um chá gelado de hibiscus, tiraram a cópia de nossos passaportes e fizeram uma pré-autorização no cartão, tudo muito rápido. As chaves já estavam nas mãos da nossa atendente. Em seguida ela mesma nos levou até o quarto. O hotel é muito bonito e bem cuidado. Tudo nos mínimos detalhes.

O quarto

O quarto é sensacional, impecável. A começar pela sua área, muito grande. É bem mobiliado, possui um banheiro com banheira, área de banho e dependências sanitárias. Um closet onde você encontrará alguns mimos como roupões, chinelos, pantufas, calçadeiras (alguns itens não são brindes, fiquem espertos). Bem do lado do closet há um frigobar completo, uma chaleira, cafeteira nespresso (com 6 cápsulas repostas todos os dias) – um detalhe, a louça do café e do chá fica constantemente aquecida.

A cama é enorme, e muito confortável. Além dela há uma sala montada com sofá, mesa de centro e poltrona. O melhor de tudo começa depois dessa saleta, a porta do quarto se abre para varanda, e depois dela é pé na areia da praia, com suas espreguiçadeiras e camas, muito bom.

Passeio de barco pela Ilha

Encomendamos o passeio diretamente no concierge do hotel, que fica bem na subida para o restaurante principal. Ele custou aproximadamente 15.000,00 rúpees para um barco completo – o passeio poderia ser feito até em 8 pessoas. Ao sairmos do hotel paramos quase em frente, onde há uma plataforma no meio do mar onde o pessoal fica fazendo voos de parasailing, é bem rápido, o tempo total com a espera é de aproximadamente 20 minutos – o voo é sensacional, vale muito a pena fazer.

Em seguida fazemos um trecho direto até uma pequena ilha onde funcionava um farol, se quiser você pode descer para ver as ruínas do lugar, visitamos mais uma ilha ao lado onde funcionava uma prisão. Logo depois paramos próximos a uma ilha onde podemos nadar e fazer mergulho de snorquel. É impressionante o quanto o mar é azul por ali. Fiz um vídeo que dá uma pequena ideia do drama.

No retorno, antes de chegar ao hotel, ainda fazemos três paradas. Uma cachoeira – Grse, e duas ilhas : Ilê aux Cerf e por fim encerramos nosso passeio na Ilot Mangenie(privativa do hotel). Ficamos no mar de 09hs até as 15hs.

Passeio de Helicóptero

Contratamos este passeio direto com o hotel. Custou aproximadamente EUR200,00 por pessoa. O passeio tem aproximadamente 15 minutos. O hotel possui um local de pisos para helicópteros, bem ao lado do embarque para a Ilot Mangenie.

Diferentemente de outros passeios de helicóptero que já fizemos, este foi realmente com emoção. O piloto seguiu basicamente o mesmo roteiro do passeio de barco (pelo litoral em direção sul), mas foi fazendo algumas curvas quando passava por algum ponto de interesse.

Na volta, ao invés de vir pelo mar ele veio pelo centro da ilha, onde vemos as montanhas que a formam. Num determinado momento, me senti feito num filme do Rambo. O piloto voou em direção a uma montanha um pouco mais alta do que estávamos voando, no final ele passou bem rente a vegetação, igualzinho nos filmes, deu até um frio na barriga.

Restaurantes

O Shangri-La´s Le Touessrok Resort & Spa possui 4 restaurantes: o restaurante principal – que tem todos os tipos de comida e não necessita de reservas – o The Republik que é especializado em grelhados, o Safran que é um restaurante indiano e o Kushi que é um restaurante japonês.

 

Para os três últimos, você precisará de reserva, que pode ser feita junto ao concierge do hotel. Todos são deliciosos. Diferentemente de outros resorts que já fomos, este se destacava pela excelência no serviço e nos produtos oferecidos. Tudo ali era de extremo bom gosto, bem pensado e harmonizado, a palavra correta é impecável.

Ainda como uma experiência gastronômica inesquecível, recomendo para quem puder, realizar um jantar a dois a luz de velas na beira do mar. Como todos os outros, o jantar deve ser acertado no concierge do hotel. Ele é cobrado separadamente, você escolhe entre três opções de jantar, todos os três com entrada, prato principal e sobremesa, além das bebidas. No dia do jantar, o seu garçom te busca na hora marcada no quarto do hotel e te leva até a sua mesa. O serviço é perfeito. Você e a pessoa amada ali, com o é na areia e com o barulhinho do mar ali do lado. Foi maravilhoso. Fizemos um vídeo curto com ambiente, que segue logo aqui abaixo.

Considerações finais

Recomendo a todos a visita as Ilhas Mauricius, e especialmente a este hotel. Adorei a visita, é um local ao bonito quanto lugares como Seychelles ou Maldivas, porém, muito mais barato de se chegar e estar. Recomendo de forma especial a pesquisa para aqueles que quiserem aproveitar a mesma viagem e visitar também a África do Sul. A empresa aérea South Africa Airlines tem voos conectando Johannesburgo a São Paulo e as Ilhas Mauricius.
Segue aqui o link para a página do hotel no booking, veja as ofertas disponíveis.

Visitando a África do Sul não deixem de ir ao Kruger Park, fica a apenas 45 minutos de avião de Johannesburgo, seguem nossas dicas de hospedagem no incrível Kapama Southern Camp. Aproveitem!

Ilhas Mauricius – Shangri-La Le Touessrok Resort & Spa – Por Bloga Viagem 21/10/2017