Dicas de viagem para a Croácia – Dicas sobre a ilha de Hvar

Europa 2016 – Dicas de viagem para a Croácia – Hvar. / Por Blog a Viagem – Atualizado em 25/08/2017

 

Está aí um lugar que vou sentir saudades para o resto da minha vida. Hvar, pronuncia-se Ruar, ou algo parecido.

Com certeza mais cedo ou mais tarde você vai ouvir falar sobre esta ilha na região da Dalmácia. O verão por aqui bomba, o lugar é paradisíaco, não muito explorado, por isso ainda tem preços razoáveis comparado com outros lugares na Europa, além de ter uma estrutura excelente para o turismo.

Chegamos em Hvar vindos de Split, uma viagem curta de catamarã (Jadrolinija), durou uma hora e 15 minutos. A passagem custou 60 kunas (cerca de 8,5 euros). No catamarã não há espaço para carros, portanto, se você precisar deste serviço, procure o barco para Stari grad ( a cidade velha), estes barcos são mais lentos e te deixam num porto a mais ou menos 20km de distância do centrinho da Ilha.

Chegando no porto, em Hvar não em Stari grad, havia um serviço de transfer de bagagem (um carro elétrico) do nosso hotel. Foi uma tranquilidade. Ponto para eles.

Ficamos no  Amfora Grand Beach Resort, uma delícia de lugar. Ele fica a uma curta caminhada do porto, 15 minutos, ou menos, passeando pela orla paradisíaca da ilha. Segue aqui a página do hotel no booking.com.

O hotel é grande e muito bem localizado, possui um complexo de piscinas, spa, vários restaurantes, concierge, praia particular, entre outros mimos. Fica do lado de um dos mais badalados beach clubes da ilha, o Hula hula. Adorei o quarto, super funcional, amplo, limpo e tranquilo. Passei noites tranquilas, não ouvi barulho.

Um dos grandes atrativos da região é um conjunto de ilhas situado bem em frente, as Ilhas Paklene. Você consegue chegar até lá de várias formas: um water taxi, num ferry ou alugando um pequeno barco com potência limitada. Nós optamos pela terceira. Após uma aulinha de como operar o barco nós levantamos âncora e partimos. Atravessamos rapidamente o canal entre as ilhas e após um passeio pela orla das Paklene paramos nosso barco numa marina pública em Palmizana e fomos à pé até a Laganini Lounge Bar.

O beach clube é sensacional, paga-se um day use para usar as instalações, mas acreditem, apesar de ser pago vale muito a pena. De frente para o clube existe um pequeno cais onde atracam alguns water taxis levando e trazendo frequentadores ao longo do dia. A praia disponível é deliciosa, se eu pudesse estaria lá até agora kkkkk. Ficamos o dia por lá e no final voltamos para Palmizana e pegamos nosso barco e terminamos de passear pelas pequenas baias das Paklenes.

Depois de termos apurado o bronzeado, no dia seguinte passamos percorrendo a ilha numa moto alugada, você escolhe a potência – li em vários blogs que havia necessidade de levar a Permissão Internacional para Dirigir, levei, mas quando apresentei o dono da locadora me disse que foi a primeira vez que alguém lhe apresentava uma – pega a moto, o mapa e se vai.

Não tem muito jeito de se perder, a ilha é compacta, a estrada é bem sinalizada  e você segue pelo roteirinho básico que não tem erro:

Praias – Milna, Zarace e Dubovica.

Vilarejos – Stari Grad, Vrboska e Jelsa.

No caminho você encontra algumas vinícolas caso aprecie vinho, várias oferecem degustação. Na volta pegue o caminho para Brusje, uma estradazinha curta com pouco tráfego, dependendo da época do ano (junho e julho) você pegará a florada das lavandas. É mesmo muito bonito. Vale a pena o desvio do caminho original, as paisagens compensam. Este passeio te tomará certamente um dia inteiro, escolha um bom restaurante numa das vilas para almoçar se bater a fome.


Banner 2

Em Hvar, o centrinho da cidade lhe renderá boas fotos e passeios, igrejas, o arsenal, pequenas galerias, uma subidinha até a fortaleza espanhola, a torre do relógio e o mosteiro Franciscano.

Para quem quer curtir as praias além da prainha do Laganini eu recomendo a Pokonji Dol, o Hula hula e MIlna. Se estiver no Amfora, a prainha de lá é deliciosa.

Fomos a alguns bons restaurantes enquanto estivemos por lá, recomendo os seguintes:

Dalmatino, Fig café, 50 Hvar e Lungo Mare.

Nosso maior problema foi ir embora, bateu saudades antes mesmo de ir embora. Lugar lindo e inesquecível. Quem puder ir, vá.

Nosso próximo destino Zagreb e os Lagos Plitvice.

Abraços.